SACCPA – ALAGOAS PRESENTE NA EXPOSIÇÃO DE JOÃO PESSOA..

SACCPA – ALAGOAS PRESENTE NA EXPOSIÇÃO DE JOÃO PESSOA..

A Delegação de Alagoas – SACCPA – esteve presente na belíssima exposição promovida pela coirmã paraibana. Desta vez a mostra teve lugar em João Pessoa, sob os auspícios do Companheiro, criador e juiz, Francisco Queiroz e sua competente equipe e com o julgamento do Presidente da SBCPA, José Walter Ferro, Mestre de Criação do Quadro de Juízes da ‘Brasileira’.

Alagoas apresentou 05 animais, mantendo, como sempre, o alto nível de sua criação. Mais uma vez 5 competidores e 5 premiações, a saber:

NIKA DA CASA LOURENÇO – 6ª Categoria. Obteve um honroso 2º lugar, com qualificação máxima. Esteve em 1º lugar durante algumas voltas, pela sua desenvoltura e fluência de movimentação. Voltou para o 2º posto na última volta. Não deixou dúvidas de sua capacidade de competição, apesar de muito nova e, apenas, 3 vezes que colocou uma guia. Muito elogiada e com muito futuro nas pistas, com certeza. Elegância, fluência de passadas e firmeza de ligamentos são pontos que se destacaram em sua apresentação.
SOLLO DO CASTELO DE PRATA – 3ª Categoria. Sexta vitória consecutiva e de ponta a ponta, com qualificação máxima. Sem dúvidas um animal competitivo. Estreante na 3ª Categoria, confirmou sua condição de vencedor, a sexta,em seu cartel de vitórias. Típico representante de seu consagrado pai, Ébano de la Serena, fato que, mais uma vez, confirma a capacidade reprodutiva desse VA1 na criação alagoana. Coloração, pigmentação, movimentação, corretas proporções entre altura e comprimento a anatomia compatível com o padrão da raça, foram os pontos destacados nos comentários do Sr. Juiz.
JADE DA CASA LOURENÇO – 3ª Categoria. Conquistou um 3º lugar, com qualificação máxima e em disputa com duas cadelas maravilhosa que galgaram o 1º e 2º lugares. Enfrentou uma “pedreira” e nos comentários do Sr. Juiz, foi considerada como do mesmo nível das duas primeiras. Carece de um treinamento que lhe confira maior ritmo, com melhor aproveitamento de sua anatomia quando em movimento. Em parada, nada a criticar. Foi muito elogiada e, afora esses pequeno senão, foi considerada uma fêmea promissora e de alto nível para competições e reprodução.
MIKKA DO CASTELO DE PRATA – Classe Aberta. Entrando na classe foi a terceira colocada e pela primeira vez não obteve o primeiro lugar em sua carreira de vitórias em outras categorias. Assim como a Jade, enfrentou duas cadelas notáveis e, também, foi considerada no mesmo alto nível das duas que lhe antecederam na classificação. Na Prova de Coragem foi escolhida como a melhor proteção, junto com uma fêmea de pelo longo. O Sr. Juiz preferiu conceder o troféu de melhor proteção a fêmea de pelo longo, pelo fato de largar sob comando. É uma cadela competitiva, com muito boa anatomia e com caráter e temperamento admiráveis. Será acasalada com o ´VA1 Ébano de la Serena, numa junção genética e compatibilidade de genótipo idêntica a do Sollo do Castelo de Prata.
IRAN DO CASTELO DE PRATA – Classe Aberta. Indiscutível vencedor da classe. Iran se encontra no apogeu de sua vida. Cabeça tipicamente masculina, substancioso, com disposição plena para o trabalho, firme em seus ligamentos, corretas angulações em geral, fatores que lhe conferem a condição de trotador por excelência, bem aos moldes de sua consagrada mãe, Wendy do Castelo de Prata, 2 vezes VA1 e Siegerin do Brasil, 2009. Como preconizamos e exigimos de nossa criação, esse cão, já, apresenta sua capacidade reprodutiva, como se pode notar de sua filha Jade da Casa Lourenço. Iran é uma grande esperança para o futuro de nossa criação, sob a pretensão de acasalamentos com as filhas do Ébano e outras matrizes que lhe sejam compatíveis em fenótipo e genótipo.

A criação de Alagoas esteve muito bem representada com esses excelentes animais que se somarão às futuras gerações, já nascidas, que vem por aí nas próximas exposições. Vamos aguardar e torcer pelo sucesso da criação de nosso estado.
Assim é a criação alagoana. Trabalho de equipe, sem vaidades, com inteligência, conhecimento técnico, experiência e sublinhada vontade de um grupo de criadores comprometidos com a criação evolutiva do Pastor Alemão, com a nossa ‘Alagoana” e com a SBCPA

JOSUEL foi perfeito, como sempre. Os trabalhos de pista e proteção estão irretocáveis. Todo esse sucesso não se realizaria sem a participação de um handler competente como ele. Parabéns e nossos agradecimentos.

Congratulações a todos e vamos em frente.

“Treinar e competir, porque é nas pistas que
se separam os meninos dos homens”. (MM)

Foto de um usuário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: