PEDIGREE, ou Registro Genealógico (Documento fundamental para uma boa criação)

Este blog vem enfocando constantemente a questão do pedigree, ou Certificado de Registro Genealógico do cão Pastor Alemão, documento de fundamental importância para uma criação evolutiva e, conseqüentemente, de aprimoramento da raça. Não foi á toa e nem ao acaso que o Capitão de Cavalaria, Max Emil Fredrich Stephanitz, (Max Stephanitz) idealizou e criou, na Alemanha, em 1899, a raça Pastor Alemão e com mão de ferro fundou a Verein für Deutsche Schaferhund e estabeleceu o study book da raça. Stephanitz postulava por um cão com alta adaptabilidade para o trabalho, com uma estrutura formada sobre ângulos retos, capacidade de percorrer grandes distâncias com o mínimo de desgaste físico, caráter e temperamento firmes, fidelidade inconteste e perfeito para o pastoreio de ovelhas, proteção do rebanho e do pastor (homem) que o conduzia. Stephanitz não tinha muita preocupação com a beleza que, mais tarde, foi incorporada as suas inúmeras qualidades, gerando, por fim, esse magnífico cão que todos conhecemos e admiramos.

Desde aqueles tempos, até hoje, o cão Pastor Alemão vem desempenhando com eficiência plena todas as missões que lhe são dedicadas. Cabe a nós, criadores, dirigentes, juizes de exposições e admiradores da raça, a evolução e o aprimoramento dessa extraordinária conquista. Todos nos, envolvidos com essa causa nobre, trabalhamos diuturnamente para a fixação desse objetivo e coibição da criação paralela, porque é terrível e, até, horripilante, pensarmos que, de repente e por pura ignorância, maldade, ou ganho fácil, os irresponsáveis e fraudadores quebrem essa corrente produzindo e negociando cães sem registros sem nenhum propósito positivo, a não ser para enganar inocentes e, sobre eles, obter lucros.

Por essas e outras razões nefastas é que trazemos aos nossos leitores um enfoque mais prático sobre o que é, realmente, um pedigree. Nas faces externas, como vemos abaixo, estão impressas as nossas filiações nacionais e internacionais, os números de registros do animal, nome, sexo, cor, nascimento, tatuagem e microchip, nome do criador e sua identificação, irmãos de ninhada e a consangüinidade que assegura a carga genética do animal, fundamental informação para a criação evolutiva e de aprimoramento. Na outra face externa, podemos constatar os espaços para transferência de propriedade e para anotações dos títulos obtidos pelo cão nas competições que participar.

 

 

 

 

 

 

 

 

Na face interna do pedigree, encontramos o grande tesouro de que o cão é portador. A sua carga genética, ou genótipo, extensiva a 04 gerações, além das súmulas que analisam os fenótipo de seus ascendentes, o carimbo de isenção de displasia coxofemoral e o atestado de seleção do cão para seu uso na reprodução.

Alguns leigos pensam que ao adquirir um Pastor Alemão com pedigree, deverão pagar pelo cão e, adicionalmente, pelo seu pedigree, ou Registro Genealógico e que, por essa razão, o cão se torna mais caro. Isto não é verdade. O pedigree acompanha o Pastor Alemão de verdade. O pequeno valor cobrado a mais do que o do cão sem pedigree ocorre, simplesmente pela qualidade e garantia da aquisição de um verdadeiro cão Pastor Alemão que teve seus pais testados e aprovados, que aos 45 dias de idade obtiveram um peso mínimo de 4Kg, foram vacinados e receberam vermífugos, pelo menos 2 vezes, que se alimentaram de rações de alta performance e que foram liberados para a venda, após análise de uma Comissão que procedeu as imposições necessárias ao padrão da raça para a idade. Somente depois de atender a todas essa exigências o filhote estará apto a ser adquirido.

Não se deixe enganar, fazendo o sabido bater palmas para a sua inocência. Vamos dizer não a essas pessoas que iludem a sua boa fé e atrapalham a verdadeira criação. Não é uma questão de radicalismo, é uma questão de honestidade e os desonestos, de qualquer ordem, devem ser desmascarados e punidos sumaria e exemplarmente.

Sempre que desejar adquirir um verdadeiro Pastor Alemão, procure Canis idôneos, mas se preferir que a aquisição seja feita junto a um Pet Shopp, verifique se o filhote possui uma tatuagem numérica na orelha direita. Se possuir, mesmo assim, peça ao vendedor que lhe informe o endereço, ou o telefone do Canil e confira se o filhote é, realmente, oriundo daquele criatório e o valor da venda.

Não existindo tatuagem na orelha direita do filhote você esta sendo enganado, cabendo denúncia ao PROCON de sua cidade.

Nos ajude, não permitindo que essa praga comercial da criação paralela macule uma raça que a mais de 100 anos vem sendo considerada a melhor do mundo.

Wilson Roberto Protasio Lima

Titular do Canil Castelo de Prata/1975;

Juiz de Criação e Seleção da SBCPA, nível internacional;

Presidente do Conselho Superior da SBCPA e

Presidente da SACCPA

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: