ABERRAÇÕES DA NATUREZA (Cruzamentos inadequados)

 

Matéria da Tribuna Independente, página 08, 22 de novembro de 2011

Temos, repetidas vezes, nos utilizado deste blog para informar e prevenir aos que nos acessam, sobre aa cautelas que devem, sempre, ser observadas por todos aqueles que se dedicam à criação de cães, notadamente, com relação ao cão Pastor Alemão que é a raça que criamos e, sobre ela, temos competência para opinar e lecionar, em face da nossa condição de Juiz especializado, além de dirigente da Sociedade Alagoana e da Entidade Mater nacional que se dedica a esse mister.

Informamos, pedimos, lançamos campanhas, utilizamos os meios de comunicação e tudo mais temos feito para conscientizar o grande público sobre o perigo e a grande burrice que incide na criação de cães sem registro. Criar cães sem registro (pedigree) é algo parecido com o ato de desfazer e até agredir o trabalho realizado por criadores responsáveis que, ao longo de décadas e décadas, se dedicam ao aprimoramento e a evolução das raças caninas.

A mídia ratifica nossos apelos, ao divulgar o nascimento de um filhote, no dia 17, em Canindé, interior do Ceará, apresentando uma deformidade assemelhada a uma tromba de elefante (foto). O filhote morreu dois dias após seu nascimento, por insuficiência respiratória. Essa aberração é o resultado do cruzamento de um Pastor Alemão com um vira latas.

Não temos maiores informações, mas tudo indica que o cão “pastor alemão” não possui registro e o vira latas, também chamado de SRD (Sem Raça Definida), pela sua indefinição racial se tornou um grande colaborador para a formação dessa anomalia canina. É verdade que outros vários fatores impressos nos fenótipos e genótipos dos pais, manejo de criação, nutrição e ambiente, devem ser observados no nascimento da aberração sob notícia. É importante assinalarmos que a aberração que estamos a tratar é uma situação extrema, entretanto, outras anomalias e distúrbios de temperamento não detectados visualmente, estarão sempre, e perigosamente, presentes em cruzamentos com cães de raças diferentes. O mesmo pode acontecer, também, entre animais da mesma raça que não possuam registro (pedigree) que lhes assegurem a pureza da raça e a conseqüente transmissão de suas respectivas virtudes. Cães que não foram registrados, por via de regra, são portadores de algum, ou vários problemas. São mais baratos, porém, trazem a incerteza das características da raça com o decorrente perigo a que o comprador e sua família estarão expostos.

O cão Pastor Alemão é um animal extraordinário. É, exatamente, tudo aquilo que se vê nos filmes e na vida real. Congrega todas as virtudes que, anos a fio, tem lhe conferido o status de melhor cão do mundo. D’outra forma, o chamado “pastor alemão” sem registro (pedigree), não é um verdadeiro representante da raça, servindo, apenas, para que inescrupulosos vendedores de cachorros enganem a quem os adquire.

Fica o alerta.

WILSON PROTÁSIO
Canil Castelo de Prata
Juiz de Criação e Seleção
Nível Internacional, especializado
na raça Pastor Alemão

About these ads

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: